A Agenda 21 de Paraty completa 20 anos e lança edital para composição do novo Orgão Diretivo

13 de fevereiro de 2020
20 anos DLIS- Agenda 21 5

Veja link do edital – http://agenda21.paraty.com/chamada-edital-2020-a-2022/

Fórum DLIS-Agenda 21 de Paraty, criado em 2000 e instituído através da Lei Municipal nº 1.722/2009 em 29 de dezembro de 2009, completa 20 anos e lança Edital de inscrição para atualização do quadro de instituições membro deste fórum e  renovação do novo Órgão Diretivo triênio 2020- 2022.

O melhor de Paraty

Fórum DLIS – Agenda 21 de Paraty em 20 anos de existência não apenas se destaca como o melhor projeto já desenvolvido no município, mas também por apresentar o que há de melhor em Paraty.
Reconhecido como referência em Agenda 21 na Rio+20 pelo Programa  Global Passaporte Verde das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e pela Démarche Territoriale de Développement Durable da Universidade de Québec – Canada, os projetos e ações desenvolvidos nestas duas décadas pelo Fórum DLIS – Agenda 21, contribuiu efetivamente para os títulos de “Paraty Cidade Criativa da Gastronomia” e “Paraty e Ilha Grande – Patrimônio Mundial pela Cultura e Biodiversidade”, chancelados pela UNESCO.

Paraty é o meu Peixe o meu Peixe é Parati

Fazendo-se uma análise iconográfica da ilustração acima (veja o peixe Parati), pode-se avaliar a construção orgânica de um processo de gerenciamento integrado e planejamento participativo para o desenvolvimento local sustentável, construído pelas comunidades e instituições do município de Paraty.

Marco Referencial – ECOTV e Folha do Litoral

eco tv 2

O marco referencial deste processo teve como vetores a educomunicação promovida pela EcoTV, na década de 90 e a articulação e documentação do movimento comunitário pelo Jornal Folha do Litoral, a partir de 1998 (o rabo do peixe na figura). Consequentemente, em 2000 , estes vetores potencializaram  a fundação do Conselho Municipal das Associações de Moradores de Paraty (COMAMP) e a articulação das instituições em fórum permanente para o Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável do Município (o Fórum DLIS).

COMAMP – “Vamos salvar os nossos quintais”

COMAMP A Com a  missão de integrar cultural e
economicamente as comunidades do município de Paraty, representando a cidade e o campo diante das Instituições, o COMAMP, conseguiu através de uma política apartidária de avaliação coletiva dos problemas e validação das alternativas apontadas pelas
comunidade,  com base no Agroecoturismo e no lema – “Vamos Salvar os Nossos Quintais! Plante esta semente,” em dez anos de existência, com apoio do Fórum DLIS implantou o Orçamento Participativo (atualmente desativado), o Médico de Família, o Projeto de Agroecoturismo – Vivência Paraty e atuou  como articulador da primeira revisão do Plano Diretor.
Influênciado  pelo programa COMUNIQUE-SE da Eco TV sobre  Patrimônio da Humanidade, em parceria com Fórum DLIS, promoveu a  retomada da campanha de “Paraty Patrimônio da Humanidade”, através da criação do comitê Proparaty em 2001.

ECOTV Programa Comunique-se  – Paraty Patrimônio da Humanidade

eco camFoto:  João Gerônimo – COMTUR, Amaury Barbosa- IHAP , Benedito Melo – Prefeito, Lia Capovilla – EcoTV, Domingos Oliveira – COMAMP, Ney França – APA Cairuçu, Izabele Cury – IPHAN, Mauro Munhuz – Arquiteto.


Fórum de Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável – DLIS 

dlis

O Fórum DLIS teve início em 2000,
quando lideranças comunitárias, políticas e empresariais, motivadas pela metodologia DLIS proposta pelo SEBRAE. Com base em um diagnóstico do município feito pelo Data- UFF, foi elaborado em três meses o Plano de Desenvolvimento Sustentável de Paraty que, em cascata, resultou no Planejamento Estratégico de Turismo em 2002, no Plano Diretor de Turismo em 2003 e no atual Planejamento Estratégico Agenda 21, elaborado 2016.

Vocação do município é reconhecida pela Global Passaporte Verde

Em 2004, a Rede DLIS  promoveu o fórum “Paraty Moeda Local, Moeda Global” e, em 2005, retoma o processo através dos fóruns: “Parâmetros para uma Política Cultural”, “Caminho do Ouro – Estrada Real”. Já em 2006, realiza o fórum “Roteiros Turísticos de Paraty”,  e em 2007  o “I Fórum Local de Turismo Sustentável da Costa Verde”, que
constatou a vocação de Paraty para o turismo de natureza, rural e cultural, confirmado, um ano depois, com a escolha do município como destino-piloto da campanha global do Passaporte Verde lançada a 25 de março de 2008, na Casa da Cultura de Paraty.
Com apoio do Fórum DLIS e Agenda 21 escolar do CEMBRA, o relançamento da campanha global do Passaporte Verde em 2009 respaldou o reconhecimento oficial pelo governo municipal da Agenda 21 e do Plano de DLIS de Paraty elaborado em 2000.

Projetos do DLIS Agenda 21 reconhecido como referência na Rio+20 

rio +20

Em solenidade de abertura da RIO +20, em 2012 no Cristo Redentor Paraty foi reconhecida como o Município Pioneiro da campanha Global Passaporte Verde – PNUMA pelos projetos desenvolvidos pelo Fórum DLIS – Agenda21. Entre eles:  a Gastronomia Sustentável, a Revitalização do Caminho do Ouro, a campanha Não Jogue seu Óleo pelo Ralo, Bolsas Retornáveis Tribais, Paraty Recicla e o Carbono Compensado, que fazem parte da estratégia da implantação do Agroecoturismo – Vivência Paraty, Você precisa sentir esta emoção!

Foto: Ladjane Francisco – Disqueóleo (Projeto de coleta de óleo), Allan Milhomens – MMA (Coord. da campanha Passaporte Verde), José Ferreira – Agricultor Agroecológico (Projeto -Agroecoturismo), Achim Steiner – Diretor-executivo do Pnuma, Izabella Teixeira – Ministra do Meio Ambiente, Paulo César- Casa do Fogo (Projeto Gastronomia Sustentável de Paraty)

Planejamento Estratégico e mapa Lidera Paraty

planejamento estratégico Agenda21Com base no Planejamento Estratégico da Agenda 21 de 2016, e tendo como referência as 21 Ações Prioritárias da Agenda 21 e os 8 Princípios da Organização Mundial do Turismo foi desenvolvido em 2016 o Mapa do Lidera Paraty, que elencou as seguintes prioridade:
– Organização das informações da oferta turística;
– Fortalecer a governança do turismo;
– Promover a Marca Oficial Passaporte Verde – Paraty Cultura em Ver de e Azul:
– Certificar o receptivo, meios de hospedagens, restaurantes e marinas com o selo da Marca Oficial do destino;
– Implantação do Vivência Paraty.

20 anos de DLIS-Agenda21 uma caminhada rumo a Agenda 2030

Completando 20 anos, o Fórum DLIS Agenda 21 imprime a sua marca na história de Paraty, contribuindo com projetos e ações que contribuíram para o reconhecimento internacional do município com os títulos de: “Passaporte Verde na RIO +20″(em 2012), “Paraty Cidade Criativa na Gastronomia” (em 2018) e “Paraty e Ilha Grande Patrimônio Mundial pela Cultura e biodiversidade” (em 2019).

A continuidade desta caminhada na trilha dos 21 objetivos da Agenda 21, que se traduziu nos ‘oito objetivos do milênio’ e, agora, nos ‘dezessete objetivos’ de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, dependerá da atualização do quadro de instituições-membro deste Fórum e da renovação do novo Órgão Diretivo triênio 2020- 2022.

Se você ainda não faz parte desta história, ainda dá tempo! Participe da assembleia de atualização do quadro de instituições-membro deste Fórum e da renovação do novo Órgão Diretivo, triênio 2020- 2022.

Sexta – Feira dia 27 de março, 14h, no Núcleo Paraty- Rua João Guimarães Rosa, 284 – Portal das Artes.

Folha do Litoral Costa Verde