Projeto Transformar realiza projeto de educação ambiental em Paraty

15 de janeiro de 2021

Em sua terceira edição o projeto Transformar levará novos jovens da cidade de Paraty para aprender sobre educação ambiental através de uma experiência submersa.

Os empreendimentos Tatauga Dive e a Gil Divers Paraty se preparam para a terceira edição do Projeto Transformar que ocorre na cidade de Paraty-RJ. Neste ano, após um 2020 de grandes desafios trazidos pela COVID-19, a equipe do Projeto Transformar está revisando todo o conteúdo de educação ambiental que será apresentado aos alunos da rede pública de Paraty. Esse ano uma novidade, por conta do distanciamento social, as aulas serão ministradas de forma online e em plataformas de fácil compartilhamento de mídia, como as redes sociais, Instagram e You tube.

A ideia é que os conteúdos sejam de fácil acesso para que todos, mesmo com limitações de internet consigam acessar o material. Serão ao todo 25 aulas dividas em vídeos curtos que abordam os principais temas relacionados a conservação do ambiente marinho da cidade de Paraty e toda Costa Verde, além das aulas serão propostos desafios aos jovens como fotografar e compartilhar espécies no mangue ou na baia, explicar as relações de determinados indivíduos com a vida marinha além ressaltar a importância do turismo ecológico como alternativa a atividades de turismo descontrolado .

Um dos lemas do projeto se baseia na Ilha dos Meros, famoso destino de mergulho da região que infelizmente não possui mais meros, peixe característico por seu tamanho, podendo chegar a mais de 200 Kg. Com base nesse cenário o Projeto Transformar questiona: Qual o valor de um mero na peixaria? E qual o valor de um mero visitado no seu ambiente por um barco de mergulho? onde cada mergulhador paga aproximadamente R$350,00 por visita.

Com a ideia de apresentar aos nossos alunos uma alternativa relacionada a preservação do meio ambiente o Projeto, faz mais e apresenta também novas opções de profissões relacionadas ao turismo sustentável e mergulho, além de provocar nossos jovens com uma intensa jornada de conhecimento que com certeza os direcionará para que possam transformar seu futuro.

Está edição do projeto está sendo apoiada pela Sustainable Ocean Alliance (SOA), uma organização norte americana, com impacto mundial que tem como objetivo apoiar jovens, projetos e soluções sustentáveis que busquem a sustentabilidade de nossos oceanos. O apoio da SOA é fundamental pois para que o mergulho seja prático de forma segura, se faz necessário um alto custo. O Projeto Transformar é financiado através de parcerias com empresas, ONGs e doações, além da venda do minicurso para escolas particulares. O conteúdo ofertado é de altíssima qualidade, elaborado por professores formados nas melhores universidades do país.

Idealizadores: Projeto Transformar, Tatauga Dive e Gil Divers

Tatauga Dive: Escola de mergulho da região de Campinas, fundada por Alexandre da Silva. Com forte atuação na cidade de Paraty-RJ, a Tatauga Dive é idealizadora de projetos de educação ambiental e promotora de ações com foco na preservação do meio ambiente. Empresa situada em Vinhedo e que atende a cidade de Campinas e região.


Gil Divers: Operadora de mergulho da cidade de Paraty fundado pelo Gilcimar Nascimento (Gil), caiçara, filho de pescadores e com grande conhecimento sobre mergulho e a Baía de Paraty!
Mais Informações:
www.tataugadive.com.br
https://youtu.be/ZpqlkKh9Z90
https://www.tataugadive.com.br/educacao-ambiental

Contato:
e-mail: alexandre@tataugadive.com.br
Fone: 11-99309-1322

EXPEDIENTE:

Publicação Editoração e Comunicação – CNPJ 13701141/0001- 83; Inscrição Municipal – 43168; Diretor – Domingos M. Oliveira; Jornalista Responsável -Carlos Dei S. Ribas – MTb/RJ 15.173; Conselho Editorial – João Bosco Gomes, Carlos Dei S. Ribas, Domingos M. Oliveira, Juçara Braga Telefone – (24) 3371-9082  –  WhatsApp (24) 99972-1228; Email: flitoral21@gemail.com ; Inscreva-se no nosso Canal no Flitoral – Youtube

** As opiniões nos artigos, documentários e matérias pagas não são de responsabilidade e nem expressam necessariamente a opinião do jornal.

Folha do Litoral Costa Verde