‘Ressurgência das Memórias’ Observatório do ICMS Ecológico do Estado do Rio de Janeiro


Emiliano De Angelis Reis

Propondo uma leitura coletiva sobre a ‘Ressurgência das Memórias’ dos 14 anos do ICMS Ecológico do Estado do Rio de Janeiro, objetivando apresentar e promover o conhecimento do conhecimento sobre a arrecadação e aplicação dos recursos do ICMS Ecológico pelos municípios do RJ, este primeiro programa desta série, a se realizar na próxima sexta-feira, 22/01, às 20h, no site e canal Flitoral-YouTube, terá como convidado especial : Emiliano De Angelis Reis, Mestre em Ciências Biológicas e pós-graduado em Gestão Pública, Coordenador do ICMS Ecológico do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade – SEAS/RJ

O Observatório do ICMS Ecológico do Estado do Rio de Janeiro é uma ferramenta inovadora, desenvolvida pela SEAS/RJ, que reúne as informações relacionadas aos sub-índices que compõem o Índice Final de Conservação Ambiental (IFCA) e os valores estimados de repasse financeiro do ICMS Ecológico para cada município do estado.

O programa também abordará a recente pesquisa da Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade do Rio de Janeiro, a qual assinala que apenas 43 dos 92 municípios fluminenses divulgam dados sobre a arrecadação e aplicação dos recursos do ICMS Ecológico para a sociedade. Além disso, mais da metade desses municípios não repassa nenhuma parte do valor para o Fundo Municipal de Meio Ambiente. Participe compartilhando e divulgando para sua comunidade. Flitoral — Comunicar@cões para vida!

EXPEDIENTE:

Publicação Editoração e Comunicação – CNPJ 13701141/0001- 83; Inscrição Municipal – 43168; Diretor – Domingos M. Oliveira; Jornalista Responsável -Carlos Dei S. Ribas – MTb/RJ 15.173; Conselho Editorial – João Bosco Gomes, Carlos Dei S. Ribas, Domingos M. Oliveira, Juçara Braga Telefone – (24) 3371-9082  –  WhatsApp (24) 99972-1228; Email: flitoral21@gemail.com ; Inscreva-se no nosso Canal no Flitoral – Youtube

** As opiniões nos artigos, documentários e matérias pagas não são de responsabilidade e nem expressam necessariamente a opinião do jornal.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe um comentário