Paraty Convention &Visitors Bureau: Covid-19 x Crise no Turismo local

8 de abril de 2020

Em entrevista ao programa Fala Comunidade, do Canal Flitoral, o presidente do Paraty Convention & Visitors Bureau(*), Eric Porto, falou sobre o Covid-19 e os impactos no Turismo em Paraty.

Segundo Eric Porto, considerando a falta de perspectivas no momento, para enfrentar tais impactos do Covid-19, o Paraty Convention & Visitors Bureau partiu de estudos do cenário anterior à crise, para idealizar e planejar como o turismo poderá reagir num cenário futuro. Com informações da Secretaria de Estado de Turismo detectaram necessidades para o município: ações de fiscalização e ordenamento mas, principalmente, ações de marketing, buscando o público futuro, com ênfase para o brasileiro. Apesar disso, admite que, como outros setores, caminham no escuro, mas alimentam o setor com informações para este sobreviva num momento de inatividade.

Para Eric Porto, um segundo passo, mais complicado é saber com reagir à oferta predatória dos aplicativos, como Booking, Hotel Urbano, etc, que só pensam em embolsar o dinheiro naquele momento, empreendendo uma disputa desleal, irregular e invisível, na qual quem assume os encargos são os estabelecidos legalmente, além de provocarem uma “prostituição do próprio turismo”, com ofertas mirabolantes, mobilizando um público que não interessa, que não retorna futuramente.

Em relação ao apoio as empresas do município, numa economia movida pelo turismo, Porto reiterou que trabalham com projeção obscura, pois o governo não apresentou metas, realidades ou um programa que abrace o pequeno, o médio ou o grande empresário. Não existe nada, além de um empréstimo mínimo por três meses… Afirmou que inicialmente é necessário projetar em cima de outros acontecimentos , entender como poderia ser, “um campo imaginário de indecisões, pensar além, no que pode ser feito, para enfrentar o que afeta o mundo e reflete em Paraty, que é um dos principais destinos de turistas estrangeiros no Brasil”.

Questionado se com esta crise, será possível rediscutir melhor a economia do município, buscando alternativa para um turismo profissional e sustentável, Eric Porto salientou que está sendo feito um prognóstico de como se estava; que é um trabalho árduo para a frente, pois havia um certo declínio. Agora é necessário um embasamento naquilo, arquitetar medidas a tomar e apresentá-las ao poder público, considerando que o tempo é curto e o profissionalismo ainda peca… “Vemos a negligência que existiu em relação ao Covid-19, ao meu ver, inicialmente, do governo federal que se tivesse agido rápido, não haveria necessidade de gastarmos grande energia hoje para reafirmar que a situação é complicada”.

Finalizando, disse que na crise surgem oportunidades, ideias brotam dessas conversas, “que acabam abrindo nossas cabeças para caminhos que não pensamos, vai criando corpo e com o mínimo de informações conseguimos tomar decisões, pois paramos para refletir sobre o assunto”.

(*) O Convention & Visitors Bureau é uma associação de entidades privadas, apolítica, sem fins lucrativos, organizada e dirigida por empresários locais, que objetivam a promoção, o desenvolvimento econômico e social, relacionados à cadeia produtiva de viagens, eventos e turismo das cidades onde é instalado.

Folha do Litoral Costa Verde